Arquivo do mês: setembro 2008

Livre Arbítrio

Gosto desta expressão: Conexões urbanas. É o nome de um dos programas da Rádio Eldorado. A minha rádio preferida aqui em São Paulo. Minha pizza preferida é a de frutas com queijo. Gosto de banana frita com tutu de feijão, … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Dia a dia | 2 Comentários

É como andar de bicicleta

Quando escutei malemolência pela primeira vez foi inesquecível. Que swing, que gostoso! Cada pedacinho de som, bem colocadinho ali no meio do silêncio. Um acorde após o outro, como as paixões, suponho. Um suspiro, uma nota, uma palpitação, outra nota, … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Dia a dia | 3 Comentários

Espelho

Outro dia uma colega de trabalho, linda e inteligente falou pra todo mundo que eu falo sozinha quando estou trabalhando. Que absurdo!  Eu falo sim, claro! Mas não sozinha. Com meu computador. Recentemente, levei um peixinho de mascote para o … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Dia a dia | 2 Comentários

Vento, Vela, Leme

Toda manhã, perto das seis e meia, plena matina, uma, no banco do acompanhante do carro, desce o quebra sol com a mão direita, abre o estojo do blush, bate levemente o pincel sobre o pó rosado, vira-o, coloca-o a … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Dia a dia | 3 Comentários

Caminho estreito sobre o precipício

  Ele me contava uma experiência terapêutica que viveu: Em grupo, alguns vendam os olhos e outros guiam. Não faz muito tempo, eu soube de uma ação empresarial em que os executivos foram levados para uma refeição com os olhos … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Dia a dia | Deixe um comentário

Rainúnculos da vida

Quando aprendi a dirigir e trabalhar com o carro, passou a ser mais que bacana engraçado ou econômico, mas uma questão de sobrevivência, conhecer atalhos. Sem os atalhos em São Paulo, na minha profissão, seria praticamente impossível obter sucesso. Comecei … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Dia a dia | 2 Comentários

O lado escuro da força

Recentemente um amigo querido comentou comigo: levam-se 29 dias para se criar um hábito e 6 para perdê-lo. Embora o comentário tenha sido despretensioso, e os dados sejam suspeitos, o conceito me pareceu claro e assustador. Se for para criar … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário