O lado escuro da força

Recentemente um amigo querido comentou comigo: levam-se 29 dias para se criar um hábito e 6 para perdê-lo. Embora o comentário tenha sido despretensioso, e os dados sejam suspeitos, o conceito me pareceu claro e assustador. Se for para criar um mau hábito, levamos rápidos vinte e nove dias e sentimos o seu poder na dificuldade de interrompê-lo.

Do outro lado, está, por exemplo, o bom hábito de exercitar-se. A mim, parece que leva o infinito tempo de vinte e nove dias para se criar este maravilhoso hábito e com apenas um piscar de olhos, um friozinho matinal, um vento mais forte que diga: Só hoje! Um soninho, uma preguiça, e tomamos rapidamente a decisão de interrompê-lo.

Como ser mais forte que o hábito? Quando o hábito se torna mais forte que nós?

Comerciais de pneus de alta tecnologia são, no mínimo, curiosos. Observe: a propaganda diz todos os diferenciais de segurança de um determinado modelo de pneu e termina dizendo: em caso de perigo, diminua a velocidade. Os sistemas de freios pós-modernos também anunciam seus infinitos dotes superlativos de segurança e depois pregam: deixe a manutenção do seu veículo em dia e não corra nas estradas. Parece então que, embora possamos dispor de modernos aparatos para nossa garantia de vida, o que nos fará sobreviver é o bom e velho hábito da prudência. Grande novidade!

Outro exemplo é a fidelidade. Esse hábito tão fácil para nossos amados animais domésticos é tão difícil para alguns de nós. A lealdade se treina, dia a dia.

Tristes situações as dos aditivos, que começam de pequenas experiências, curiosidades e tornam-se incontroláveis. Monstros que podem nos dominar. Mentir, contar segredos, exagerar ou generalizar, parece que também são aditivos e terríveis. Contrários ao difícil hábito da verdade e da justiça.

Nesses casos simples, cotidianos, o hábito nos supera a todos. E nos faz de bobos.

Quem nunca soltou o carro no piloto automático e foi parar perto do seu trabalho em pleno final de semana? Ou quando temos que nos dirigir a um lado da cidade  que não costumamos freqüentar e nos vemos fazendo um caminho enorme à toa. Alguns começam o banho, sempre do mesmo jeito, pela mesma parte do corpo. Mulheres que maquiam os olhos, sempre começando pelo mesmo lado. Há os que só escolhem a roupa, depois de escolher os sapatos, ou tênis. Ler revistas de trás para a frente, como eu. Meu pai não gosta que ninguém mexa no jornal antes que ele. Tem coisas engraçadíssimas, dessas corriqueiras, domésticas. Alguém aí se lembra de duas mulheres, ambas as donas de casa, cozinhando juntas? Nem pensar. Até parece que o jeito de segurar a cebola, fará diferença no gosto do prato. Creia-me, é melhor evitar. Livrar-se de hábitos exige muita força de vontade e companhia ajuda muito a direcionar desejos. É força que não acaba mais. Interna e externa.

A força que transforma é o sonho. É o que transcende a verdade atual. Sonhar é como amar. Deixar-se amar, gostar de amar, sentir-se bem, diante ao lado e dentro do amor. Que feliz é o cotidiano, a rotina e a força do amor.  Que bom é o hábito do amor.

Pessoas que amam suas atividades transpiram a alegria das suas conquistas;

As que amam suas famílias contagiam os ambientes que freqüentam;

As que amam suas vitórias valorizam a dos que estão à sua volta;

As que amam a vida perdoam a si mesmas e facilitam a convivência com o diferente.

May the force be with you!  Que a força esteja com você!

 

Obs: Está em espanhol, mas dá pra entender super bem. Desfrute.

http://www.youtube.com/watch?v=5S_sJHo1YWE 

 

                                     

                                                O lado escuro da força

                                                    

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O lado escuro da força

  1. Bete disse:

    Lindo Eli….incrível a sua capacidade de enaltecer os detalhes que passam despercebidos em nossas vidas tão cheias de "costumes"…rsrsr
    Tô adorando ler seus textos….é uma forma de me transportar a lugares e situaçoes que a tempos ficaram lááááááá longe…rsrs
    Parabéns!!!
     
     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s