Ofício, Atitude, Talento, Sintonia, Escolhas, Rotina e Vida.

Para meus convivas, está revelado que eu gosto muito dos domingos. Domingo tem cara de sol, alegria, criançada, churrasco, festa, praia, clube, sei lá. Mas também de silêncio, tranqüilidade, sossego e leitura, até um friozinho pode cair bem. Depende da fase. Pode ser dia de almoço com a família na avó, TV ligada, um montão de gente falando ao mesmo tempo, dando risada e brincadeira de bola dentro de casa. Mas pode ser dia de dormir até mais tarde e comer fora de hora. O mais legal é ser dia de escolher livremente. É dia de estar com que se gosta. Sábado, com fama por suas noites tão esperadas e que deixam saudades, como as em claro, os beijos e paixões, roda de amigos, roupa nova, com o passar dos anos, continua sendo um dia de tarefas: Feira, supermercado, faxina, cabeleireiro, compras, festa da escola, trabalho extra, lavar o carro, médico, estudo, enfim, é o dia de pôr a vida em dia. O que parece não mudar é que se espera muito por ele e se tende a gastar mais do que se deve. Aí tem os outros.

Não sei por que aqui, dia é dia de feira. Em muitos outros países, dia é dia de planeta. Eu gosto mais dos dias que são dias de planeta. Sinto-me mais integrada com o universo. Todo dia ser dia de feira, acho no mínimo engraçado. Segunda, dizem que é de cortar os pulsos. Entendo.  Quem é que quer ter obrigações depois de experimentar o prazer de fazer somente o que deseja? Deve ser difícil ser milionário! Bem, podemos minimizar escolhendo o que temos que fazer, prazenteiramente. Acho que o segredinho é ter uma agenda de compromissos cheia de coisas que se gosta de fazer. Ué, temos que pensar no que queremos para nós, já que teremos que fazer para sempre e para sempre é muito tempo. Então, apita logo e solta a bola. Terça é desânimo, pois embora tudo o que realizamos na segunda, multiplicam-se as obrigações. Bem, é nossa oportunidade de revelarmos o quanto somos importantes. Deixa vir! Manda a situação que matamos no peito, ajeitamos bonito e devolvemos no jeito para um voleio certeiro. Quarta é dia de racha. Visão lateral, drible na marcação, pedalar a concorrência, surpreender na velocidade, olhar pra frente, raciocínio rápido, alinhar e decidir: Ou passa ou chuta a gol! Quinta é dia de excitação. Estamos quase lá e não dá vontade de parar. Energia total que o tempo está correndo. Temos que fazê-lo nosso amigo. Aqui em São Paulo, toda quinta os bares estão mais cheios, tem baladas anos 70, 80, gafieira, forró, tem de tudo e para todos os gostos. Do meio do campo pra frente, já dá para respirar. É como primavera, em que as flores aparecem e os animais namoram e acasalam. Sexta, já se sabe. Para as multinacionais, casual day. Para muitas pequenas e médias, também é. Dia de passar a régua e pedir a conta. Avaliar o que foi feito, comemorar resultados, sonhar com o que virá e o mais engraçado, é que na sexta, nos damos por satisfeitos, desfrutamos da sensação de missão cumprida se tivermos colecionado até então, uma agenda bem gordinha a partir da próxima segunda. Eu gosto do que faço. Trabalho numa empresa genial! Estou cercada de pessoas realmente competentes, confio que o que faço tem importância para minha empresa e para a sociedade e fico feliz em contagiar pessoas que venham trabalhar conosco. Isso faz toda a diferença e me garante certo prazer de segunda a sexta.  Respeito com formalidade os que não têm a mesma sorte. Superiores incompetentes, colegas um fardo, sem uma justificativa para suas realizações. Gilberto Dimenstein tem um termo para isso: Sensação de pertencimento. Fica claro em seu livro O mistério das Bolas de Gude.

Comparativamente, gostar do que se faz 8, 10, 15 horas por dia, 5, 6 dias por semana, 30, 40 anos ou uma vida inteira, não quer dizer que todo dia é legal. Até bobó de camarão todo dia não tem quem agüente!

Podemos passar a vida lutando, ou escolhermos ser felizes.

Descobri uma comunidade no Orkut revolucionária: Pare de reclamar e faça algo! Já somos 17.677, uhuuu…junte-se a nós!

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Dia a dia. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Ofício, Atitude, Talento, Sintonia, Escolhas, Rotina e Vida.

  1. dennys disse:

    perguntei sobre seu tempo livre e vc me brindou com uma semana inteira de acontecimentos exitantes, lendo assim o fardo fica até mais leve, tbm procuro ver o lado positivo de TUDO, quando não tem eu curto mesmo assim pois tudo poderia ser pior, que bom que não é, se sobrevivemos é porque podemos suportar e do mesmo jeito que tudo o que bom tem seu preço, tudo o que é chato tem também sua recompensa . Bjus 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s